Velocidade da prática

Velocidade da prática do Tai Chi Chuan

Se você praticar lento demais, o qi pára.Chen Yingjun

Chen Yingjun disse-me isto em 2002, quando viu-me certa vez praticando de modo excessivamente lento no quintal.
As formas do Taijiquan (tai chi chuan) da família Chen, e mesmo o chansigong, podem ser praticadas em várias velocidades. Não existe uma fórmula pronta, mesmo o “lento demais” citado acima queria dizer lento demais para mim, naquela ocasião. A velocidade ideal depende:

  • Da forma que estiver sendo praticada: as formas de paochui, por exemplo, sempre devem ser praticadas mais velozmente que as formas yilu. Por outro lado, mesmo formas rápidas podem ser praticadas rapidamente, ou muito rapidamente. Algumas formas com armas também precisam de mais velocidade.
  • Da habilidade do praticante: as formas chamadas yilu (tanto laojia quanto xinjia) deram ao Taijiquan (tai chi chuan) a sua fama, não muito correta, de prática em “câmera lenta”. Estas formas são praticadas de modo relativamente lento para permitir que o aluno desenvolva a mecânica correta do movimento do Taijiquan (tai chi chuan). Mas o que quer dizer relativamente lento? Um mestre pode fazer a laojia yilu sem nenhuma perda de qualidade em 12 a 15 minutos, e isto é lento para ele. Em geral esta forma toma de 20 a 30 minutos, mas não mais que isto, exceto durante o aprendizado da coreografia ou em casos especiais.
  • Da capacidade física e aeróbica do praticante: obviamente a velocidade fica limitada pelo preparo físico do aluno, da mesma forma que num esporte comum.
  • Do quanto já se praticou naquele dia: as primeiras formas num dia de prática sempre são mais lentas do que no decorrer daquele dia. O corpo se aquece naturalmente, e ganha velocidade e desenvoltura dentro de um mesmo dia. Isto pode acontecer mais ou menos rapidamente, de acordo com o clima, a qualidade do sono na noite anterior, se o praticante alimentou-se há pouco ou em excesso, etc.

Ou seja, muitas variáveis influenciam na velocidade da prática. Em geral, uma forma não deve ser rápida demais que não possa ser executada com qualidade, nem lenta demais que faça com que o qi deixe de circular fluidamente.

Comentários dos leitores

 
 
Sempre achei que quanto mais lento, mais oportunidade de o qi se desenvolver. E também foi-me dito por um amigo que o mestre dela pedia para aquele fazer cerca de 4 minutos por movimento. Será isso uma particularidade do estilo? Seja o que for variar parece o melhor caminho.
— Alex

Não é uma particularidade do estilo. O mais provável é que o mestre da sua amiga tivesse um objetivo definido, e que a instrução dele fosse válida para aquela ocasião específica, por um período finito de tempo. Eu ficaria surpreso se soubesse que sua amiga fora instruída a praticar tão lentamente durante muitos anos. Mais do que variar, acho que o melhor caminho é encontrar a velocidade ideal para cada época da vida, do ano, do progresso no treinamento. A variação é constante, mas não aleatória.