Ensinando Taijiquan para Yogues

Ensinando Taijiquan para Yogues

Faz um mês que comecei a ensinar Taijiquan (tai chi chuan) em um espaço voltado principalmente para o Yoga. Assim, todos os meus alunos lá praticam Yoga há algum tempo. Não tinha idéia do que esperar, pois nunca assisti a uma aula de Yoga, e apesar de nutrir uma admiração profunda, apenas ouvi, nunca experimentei.

O Espaço Nirvana se estabeleceu há 6 anos, e conquistou uma reputação de ter bons professores. Há três grandes salões, e o maior pode abrigar até 40 alunos praticando Yoga. Estimo que possa dar aulas de Taijiquan (tai chi chuan) para 15 ou 20 pessoas neste salão, dependendo da forma a ser ensinada. Há ainda um restaurante orgânico, ótimos vestiários e sauna – o que mais se poderia desejar? Minhas aulas são de 7:15 a 8:15 da manhã, um bom horário de prática para quem vai ter um dia de trabalho.

E os alunos? Tenho que confessar que estou muito agradavelmente surpreso. Todos eles levam o aprendizado muito à sério, mas de um modo natural, pois estão genuinamente interessados no que eu tenho a lhes dizer e mostrar. Parecem desejar uma transformação real nos seus corpos, que é exatamente o objetivo do Taijiquan (tai chi chuan), por isto aguentam firme a exigência do treino, e lidam corajosamente com o cansaço que as pernas têm que suportar nas posturas. E ainda, todos são muito respeitosos com o professor – com todos os professores – e com o local de prática, o que na verdade traduz o seu respeito à arte.
E mais importante: suas mentes estão habituadas a focalizar. Seus corpos respondem bem mais rápido do que seria comum para o tempo de Taijiquan (tai chi chuan) que eles têm, porque sua mente já está presente.

Como disse, está sendo uma surpresa agradável. Estou curioso para ver como eles estarão em um ano, suponho que evoluirão mais rápido que o normal. Se você é um dos meus alunos no Nirvana, obrigado por esta experiência gratificante!