Artes Marciais, Déficit de Atenção e Hiperatividade Infantil

Artes Marciais, Déficit de Atenção e Hiperatividade Infantil

A prática de artes marciais está começando a ser considerada como uma alternativa ao tratamento farmacológico da Síndrome de Déficit de Atenção e Hiperatividade, nos EUA. Artes marciais podem ter efeitos duradouros, sem os riscos envolvidos no uso de medicamentos químicos, julgam alguns especialistas.
O princípio envolvido é o de Conexão Cinética, um processo que liga o movimento físico ao pensamento, de maneira a obter uma resposta controlada. Obviamente, este processo é a base do treinamento de artes marciais, e começou a ser estudado recentemente, por exemplo pelo Dr. Paul E. Dennison.

O Taijiquan (tai chi chuan) pode ser uma opção especialmente atraente por não envolver, exceto especificamente desejado, treinamento de contato e competição. A ligação entre o corpo e a mente, e o desenvolvimento do aspecto meditativo, são sempre enfatizados.